JOGOS PARA OS CIDADÃOS – IDENTIFICANDO OS ELEMENTOS DO PROCESSOS DOS SERVIÇO PÚBLICO PARA O DESIGN DE JOGOS DIGITAIS

  • Tadeu Moreira de Classe
  • Tassio Sirqueira
  • Adriano Werpel Silva
  • Diego Alvim Barbara
  • Hamilton da Silva
  • Karoline de Souza Quetz
  • Pedro Paulo Coquito Pereira
  • Romulo Roger Souza Rodrigues
  • Yuri Luiz Thielmann Duque
  • Victor Henriques de Almeida
Palavras-chave: JOGOS DIGITAIS, GESTÃO DE PROCESSO DE NEGÓCIO, DEMOCRACIA DIGITAL.

Resumo

Em diversos governos no mundo, surgem legislações e iniciativas sobre melhorias e inovações nos processos de prestação de serviços públicos. A complexidade destes serviços e a falta de entendimento da população, contribuem para que haja um distanciamento entre os cidadãos e as instituições públicas. Os jogos digitais vêm sendo usados em várias áreas como ferramenta de aprendizado e engajamento de seus jogadores, tornando-se atrativos também como elemento para promover esta aproximação entre estes atores. Construir estes jogos é um desafio, pois é preciso compreender o contexto e o processo de prestação do serviço, para que o mesmo seja fielmente retratado, e projetar no jogo questões e valores relevantes para o entendimento do cidadão. O mapeamento dos elementos de um modelo de processo de prestação de serviços públicos para elementos de jogos é uma tarefa primordial para que estes jogos consigam representar um processo com fidelidade. Este artigo desta forma visa aplicar o método de mapeamento proposto por Classe et al. (2017) no intuito de averiguar a similaridade dos elementos de jogos encontrados e da possibilidade de sua replicação sob a ótica de vários processos de serviços públicos.

Publicado
11-03-2019