Criminalidade:

uma análise sob a óptica social

  • Rafaela de Araújo Porto Ramos
  • Leticia Gamonal Marinho fivj
  • Maria Victória Oliveira Ferreira
  • Marcela Braga Costa

Resumo

O presente artigo tem por objetivo explorar, com base na teoria criminológica da Escola de Chicago, as relações entre os aspectos alusivos ao desdobramento da criminalidade, à carência de oportunidades e à desigualdade social no contexto brasileiro, ponderando processos históricos que culminaram na marginalização e na formação das favelas. Para tal, foram apresentadas pesquisas bibliográficas e documentais. Sob essa óptica, foi necessária uma busca referente à fatores factuais brasileiros, averiguando como o aumento da criminalidade foi consequente ao processo de favelização, além de explorar o histórico da escravidão e seus desdobramentos atuais, simultaneamente ao estudo do processo da industrialização, da irregularidade na distribuição de rendas e da falta de oportunidades dentro do contexto social, analisando como tais elementos possuem um efeito criminógeno. Logo, observa-se a importância do estudo social no tocante ao crime, juntamente à investigação da relação entre a sociedade e o desviante, já que, para que se possa solucionar impasses pertinentes ao crime, é preciso buscar suas origens históricas.

Publicado
10-08-2020