A Crise do sistema carcerário e o difícil processo de ressocialização de um ex-detento na sociedade

  • Otávio Henrique Pereira Barroso Instituto Vianna Júnior
  • Manuela Albuquerque Belletti Rodrigues Instituto Vianna Júnior
  • Elisa Zaghetto Bizaro Instituto Vianna Júnior
  • Raniel Makla Gregório Instituto Vianna Júnior
Palavras-chave: PALAVRAS-CHAVE: SISTEMA PENITENCIÁRIO. RESSOCIALIZAÇÃO. ENCARCERADO. LEI DE EXECUÇÃO PENAL.

Resumo

Este estudo tem como finalidade principal analisar o papel do sistema carcerário como forma de correção do indivíduo ou de aprimoramento de suas condutas criminais, além de explorar a possibilidade de ressocialização do detento, após a saída da prisão, em uma sociedade discriminatória. Para essa finalidade, a metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e documental acerca do cenário hodierno dos presídios e sobre a reintegração do preso, tendo como base livros, sites, artigos e a legislação vigente. Com isso, foi possível concluir, a partir desse trabalho, que o modo de abordagem das instituições é fundamental na repercussão da pena e na inserção do apenado novamente na sociedade, ainda que seja um processo profundamente complexo. Outrossim, destaca-se a insuficiência do Estado no ordenamento prático e no cumprimento das leis, e, ainda, tal situação de negligência é intensificada pelo desprezo geral da sociedade com relação aos condenados.

Biografia do Autor

Manuela Albuquerque Belletti Rodrigues, Instituto Vianna Júnior

Graduanda do primeiro período do curso de Direito das Faculdades Integradas Vianna Júnior.

Elisa Zaghetto Bizaro, Instituto Vianna Júnior

Graduanda do primeiro período do curso de Direito das Faculdades Integradas Vianna Júnior.

Raniel Makla Gregório, Instituto Vianna Júnior

Graduando do primeiro período do curso de Direito das Faculdades Integradas Vianna Júnior.

Publicado
11-08-2020